75 FATOS E CURIOSIDADES DOS 75 ANOS DA JEEP – (PARTE 3)

877986378fc84c63adf7c31e4721a44a

No terço final dos 75 fatos mais interessantes e inusitados da história da Jeep®, é possível conhecer alguns exemplos da importância da marca no cotidiano de alguns países. Há ainda muitas referências à participação dos veículos da marca em diversas manifestações culturais e de lazer, e também no universo Pop. Modelo mais recente da Jeep, o Renegade também tem alguns de seus “segredos” revelados.

51) No Brasil, Jeep é a única marca automotiva a se tornar verbete de dicionário, por meio da versão aportuguesada, “jipe”, para definir um tipo de veículo capaz de rodar em terrenos acidentados.

52) O Jeep Grand Cherokee é o SUV que ganhou mais prêmios até hoje ao redor do mundo – mais de 250. Atualmente na quarta geração, o Grand Cherokee tem a maior produção de todos os modelos Jeep, com mais de 5 milhões de unidades, de 1992 até hoje.

53) Desde 1967 é realizado o Easter Jeep Safari em Moab, no estado norte-americano de Utah, reunindo milhares de praticantes do fora-de-estrada. A partir de 2012, o evento tornou-se o palco inicial para modelos conceituais desenvolvidos pela Jeep e Mopar.

54) Com os 75 anos da marca e a 50ª edição do Easter Jeep Safari, uma rara oportunidade foi dada neste ano. Três veículos da Jeep (Grand Cherokee, Wrangler e Wrangler Unlimited) tiveram acesso exclusivo ao temido obstáculo Lion’s Back. Trata-se de uma pedra de 106 metros de altura, com inclinação de 65 graus e que estava fechado desde 2004.

55) Todas as gerações do CJ, e seu sucessor, o Wrangler, sempre tiveram tração 4×4 de série.

56) A tradição militar continua viva na Jeep, por meio do J8. Produzido em diversas versões a partir do Wrangler, ele não é vendido pela FCA e, sim, pela JGMS – Jeep Government & Military Sales, a distribuidora oficial para o governo, exército e clientes de segurança em todo o mundo.

57) O Museu de Arte de NY inclui um Jeep militar, um M138A1, em sua exposição de oito automóveis. Na sua primeira exibição, em 1951, o curador o descreveu como “uma robusta lata de sardinha sobre rodas”.

58) A Jeep ainda se destaca como a única marca americana que está produzindo veículos de uso misto com tração nas quatro rodas ao longo de oito décadas.

59) O desenho de perfil do Jeep MB é o símbolo para uso de veículo off-road, usado pelo Serviço Florestal e outras agências dos EUA.

60) O Cherokee XJ, lançado em 1984, foi o primeiro carro em que o motorista podia acionar a tração 4×4 sem precisar parar o carro para acionar o sistema de roda livre.

61) Existem 432 jogos que já usaram algum modelo da marca Jeep. Um deles é o jogo Mario Kart DS, em que o Donkey Kong usa um Jeep antigo.

62) Os carros da marca Jeep aparecem em mais de 7.000 filmes, sendo usados com muito destaque ou como “figurante”. Alguns deles são: Jurassic Park, O Exterminador do Futuro 4 e Batman vs Superman – este com o Renegade estrelando logo na sequência inicial.

63) A fábrica da Willys Nordeste, em Jaboatão dos Guararapes (PE), aberta em 1966, é um marco importante do retorno da produção da marca Jeep no Brasil. Ela foi comprada no início do processo concluído com a inauguração do Polo Automotivo Jeep, 49 anos depois. Hoje ela é uma fábrica de peças do Grupo FCA e fornece os chicotes do Jeep Renegade.

64) Clássicos da Jeep fazem sucesso entre celebridades. O estilista Ralph Lauren é proprietário de um Jeep CJ-5 branco, e João Barone, baterista do grupo Paralamas do Sucesso, tem um Jeep Willys MB 1944 (apelidado de Gisella).

65) Em Manila, Filipinas, o principal meio de transporte popular se chama Jeepney. São restos de jipes usados pelos americanos na Segunda Guerra Mundial. Eles são transformados em algo parecido com um ônibus e ganham decoração com cores exageradas.

66) Na montanhosa zona cafeeira da Colômbia, o Jeep foi apelidado de Yipao e, por ser o principal meio de transporte de cargas, tornou-se um símbolo local. Não por acaso, os moradores da região colombiana de Quindío fazem um festival em homenagem ao Jeep, com modelos fartamente enfeitados e competições de habilidade, como no vídeo abaixo. O evento tem duração total de cinco dias e é o maior desfile de Jeeps do mundo.

67) Desde 1967 é realizado o Easter Jeep Safari em Moab, no estado norte-americano de Utah, reunindo milhares de praticantes do fora-de-estrada. A partir de 2012, o evento tornou-se o palco inicial para modelos conceituais desenvolvidos pela Jeep e Mopar.

68) Em meio a centenas de acessórios oferecidos pela Mopar, a marca de peças, serviços, competição e personalização do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles, um dos mais curiosos é o Trailer Camper Off-Road. Trata-se de um reboque que imita a traseira de um Wrangler, inclusive com o para-lama trapezoidal e as lanternas quadradas, e com recursos para acampar, como cama, mesa, sofá e cobertura de lona, para servir de tenda.

69) O Polo Automotivo Jeep, na cidade de Goiana, em Pernambuco, começou a produzir em fevereiro de 2015 o Jeep Renegade, com 80% de nacionalização.

70) Uma das inspirações para o interior do Renegade foram os esportes extremos. Um exemplo desse tema são as saídas de ar acima do painel central que parecem óculos de esqui.

71) O “X” das lanternas traseiras do Renegade – e presente em outros pontos do SUV – é inspirado nos galões de combustível do exército que também tinham um X estampado.

72) O nome Renegade já havia sido usado pela Jeep antes do lançamento do SUV. O primeiro emprego foi na década de 1970, para nomear uma versão com estilo mais esportivo do CJ-5. Recentemente, também foi o nome de um conceito apresentado em 2008 no Salão de Detroit.

73) Nos Estados Unidos, a marca Jeep foi a primeira que chegou aos 2 milhões de seguidores no Facebook.

74) Após uma fase inicial expansionista, até por conta do aspecto mundial da Segunda Guerra, a Jeep se focou nos Estados Unidos a partir dos anos 1980. Com o fim das operações da Willys em vários países, entre eles o Brasil, a Jeep concentrou toda a sua produção nos EUA. Foi só nesta década que a Jeep passou a produzir fora dos Estados Unidos, com a chegada do Renegade: em 2014 na Itália, 2015 no Brasil e 2016 na China. No ano que vem, a Jeep começa a produzir também no México e na Índia.

75) No dia que a Jeep completou 75 anos, 15 de julho passado, saiu da linha de montagem de Toledo (a primeira da Jeep) o modelo conceitual Wrangler 75th Salute, uma releitura moderna do pioneiro Willys MB de 1941. 

Mercedes SL (W113) 1963 à 1971

mercedes-280sl-01

Mercedes-Benz W 113 é um  dois lugares roadster/coupe, introduzido no Salão de Genebra de 1963 , e produzido de 1963 até 1971, essa geração ficou conhecida como Pagoda, devido ao desenho ligeiramente côncavo da versão hardtop.

Ele substituiu tanto o lendário 300 SL ( W198 ) e do 190 SL (W121 ) . Dos 48.912 SL produzidos, 19.440 foram vendidos em os EUA.

mercedes-280sl-23

Todos os modelos foram equipados com um motor 6 cilindros com injeção de combustível multiponto. A tampa do capô, tampa da mala, porta  foram feitos de alumínio para reduzir o peso. O chassi relativamente curto e largo, combinada com uma excelente suspensão, freios poderosos e pneus radiais deu o W 113 excelente dirigibilidade para a época. O estilo da frente, com as suas características verticais, faróis “aquário” e grade cromada simples, dominado pela estrela de três pontas, prestou homenagem ao então já lendário 300 SL Roadster.

W 113 SLs eram normalmente configurado como um “Coupe / Roadster” com um soft-top e um hardtop removível opcional.

ebay_181711586003_8

Uma versão muito procurada hoje é a versão California Coupe, que  marcou a introdução de um 2+2, o chamado “California Coupé”, que tinha apenas a capota rígida removível e não soft-top: um pequeno banco traseiro rebatível substituiu o soft-top.  Assim, enquanto estes 2 + 2 modelos são raros, sua usabilidade um pouco limitado os torna especialmente procurados hoje.

O W113 foi vendido nas versões 230 SL, 250 SL e 280 SL.

Dados técnicos

Mercedes SL: 190 SL (W121) 1955 à 1963

Silver190sl 122-2

O Mercedes 190 SL (W121) foi produzido entre maio de 1955 à fevereiro de 1963. Conhecido internamente como W121, foi mostrado pela primeira vez como protótipo no Salão de Nova Iorque de 1954, e estava disponível com uma capota rígida opcional.

190_SL_Fondsitz

Um opcional da epoca que hoje é muito valorizado era um terceiro banco atras do banco do passageiro.

190slproductionline
Linha de Produção 190 SL em 1958

O 190 SL era uma opção mais acessível ao exclusivo 300 SL, que era derivado do modelo asa de gaivota, o 190 SL tinha um motor de 1,9-litro,  de 104 cv.

O carro estava disponível tanto como conversível e custava na época US$ 3998, ou com capota rígida removível por US$ 4295, hoje esse modelos valem por volta de US$ 200.000.

O Mercedes 190SL foi substituído assim como 0 300SL pelo Mercedes 230SL em 1963.

VENDAS:

  • Maio-dezembro 1955: 1727 
  • 1956 4032 
  • 1957: 3332 
  • 1958 2722
  • 1959: 3949 
  • 1960: 3977
  • 1961: 3792 
  • 1962 2246 
  • 1 janeiro – 8 fevereiro, 1963: 104 

Total: 25 881 exemplares, dos quais 20,636 modelos foram vendidos nos EUA.

DADOS TÉCNICOS:

Mercedes-Benz 190 SL (1955-1963)
motor: Mercedes-Benz M 121
Cilindrada: 1897 cc
x Diâmetro do cilindro: 85 × 83,6 milímetros
Taxa de Compreensão  8,5: 1
a partir do motor não. 3804 (Nov 1956) de 8,8: 1
Potencia 77 kW (105 hp) a 5700
Torque 142 Nm (14,5 MKP) em 3200
comando de válvulas: comando de válvulas no cabecote ( OHC ), 
Carburador carburador tipo Solex 44 PHH
Sistema de arrefecimento bomba de água e termostato,sistema de arrefecimento: 10 L
caixa de velocidades: totalmente sincronizado transmissão de quatro velocidades (tração traseira)
freios: freios a tambor operado hidraulicamente (duplex frente) com servo freio
Suspensão dianteira: wishbones
Suspensão traseira: Single-joint 
suspensão: As molas helicoidais e molas de borracha auxiliar (dianteiro com estabilizador )
amortecedores telescópicos
corpo: Mitt Outstanding corpo de aço de tudo,
sistema de frame-chão soldada com o corpo
DIMENSÕES
entre eixos
2.400 milímetros
tamanho do pneu: 6,40-13
Dimensões L × W × H: 4290 × 1740 × 1320 milímetros
Peso (sem condutor): 1180 kg, com hardtop 1200 kg
O consumo de combustível: De 10,8-14,2 l / 100 km *
Velocidade máxima: 170-173 km / h *
Aceleração 0-100 km / h: 14,0 para 14,3 s *

 

 

 

 

Segredo: Novo BMW Série 5

2017-BMW-5-Series-render-750x500

A BMW vai apresentar no Salão de Detroit em janeiro de 2017 a sétima  geração do BMW série 5 (G30), o modelo será maior, sofisticado e mais tecnológico que o modelo atual.

Tanto que recentemente a BMW lançou a edição de despedida da geração atual a M5 Competition Edition (confira a reportagem aqui).

A geração atual foi lançada em 2010.

Ford Fiesta – 40 Anos

FordFiesta-40Anos-1

A Ford está celebrando marcos históricos do Fiesta no mundo. O modelo compacto global, hoje em sua sexta geração, deve alcançar a produção acumulada de 18 milhões este ano e comemora 40 anos de produção contínua.

Carro compacto familiar econômico e seguro que se tornou um sucesso na Europa, Brasil e em vários mercados, o Fiesta foi lançado no começo dos anos 70 como resposta à crise do petróleo e entrou para a história dos veículos mais vendidos do mundo em todos os tempos.

Em suas constantes renovações, o Fiesta evoluiu e introduziu várias novidades no mercado, com uma variedade de modelos que inclui desde versões populares a esportivos desejados como XR2, RS 1800 e ST200.

No Brasil, o hatch chegou em 1995 e já vendeu mais de 1,8 milhão de unidades. O Fiesta começou a ser produzido na fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, SP, em 1996. De 2002 a 2012, teve a montagem transferida para Camaçari, na Bahia, e voltou para o ABC paulista em 2013.

No modelo atual, posicionado no segmento premium, o New Fiesta oferece diferenciais como 7 airbags, direção elétrica, controle eletrônico de estabilidade e tração, sistema de conectividade SYNC e o premiado motor turbo 1.0 EcoBoost, de 125 cv. Veja, a seguir, um breve histórico de suas seis gerações.

Histórico das gerações

1ªGeração-FordFiesta_1976-1983

Primeira geração (1976-1983) – O primeiro Fiesta foi produzido na Alemanha, com três portas e duas opções de motores, 1.0 e 1.1. No mesmo ano, começou a ser produzido na Espanha e, em 1977, também na Inglaterra. Em 1977, introduziu o motor 1.3, nas versões S e Ghia. Em 1979, atingiu 1 milhão de unidades. Em 1981, lançou o esportivo XR2 com motor 1.6, o primeiro a atingir 160 km/h. Em 1982, comemorou seis anos de liderança nos mercados britânico e alemão.

Ford Fiesta L 1983
Ford Fiesta L 1983

Segunda geração (1983-1989) – A segunda geração, também chamada MkII, trouxe frente e interior renovados e novos motores, incluindo um 1.6 diesel. Em 1984, comemorou a produção de 3 milhões de unidades e lançou o novo esportivo XR2 1.6. Em 1986, introduziu o motor 1.4 a gasolina e, no ano seguinte, a transmissão continuamente variável CTX.

3ªGeração-FordFiesta_1989-1995

Terceira geração (1989-1995) – O Fiesta MkIII trouxe carroceria com largura, comprimento e entre-eixos maior. Também passou a oferecer pela primeira vez uma versão cinco portas, além da de três, e foi o primeiro carro na Europa com ABS. Em 1989, o esportivo Fiesta XR2i ganhou motor 1.6 com injeção eletrônica de 112 cv. No ano seguinte, veio o Fiesta RS Turbo de 135 cv. Em 1991, lançou a versão van Courier. Em 1992, foi a vez do Fiesta RS 1800, com motor 1.8 aspirado de 130 cv. Em 1995 chegou ao mercado brasileiro, importado da Espanha, com motor 1.3.

Ford Fiesta Fun RS 1995
Ford Fiesta Fun RS 1995

Quarta geração (1996-2002) – Com formas aerodinâmicas arredondadas e grade oval, foi o primeiro Fiesta fabricado no Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), com as opções de motores Endura 1.0 e 1.3 e Zetec 1.4. Depois, teve a frente reestilizada e ganhou os novos motores nacionais 1.0 e 1.6 Zetec Rocam, além do modelo sedã importado do México.

Ex01Quinta geração (2002-2014) – Com desenho atualizado e mais robusto, foi lançado no Brasil quase simultaneamente com a Europa, com uma frente exclusiva. Produzido em Camaçari, na Bahia, com os motores Zetec Rocam 1.0 e 1.6, o primeiro também com compressor, na versão Supercharger. O esportivo Fiesta ST, com carroceria de duas portas e motor 2.0 de 150 cv, foi lançado na Europa em 2005.

6ªGeração-FordFiesta_2008-2016

Sexta geração (2008-atual) – Lançada no exterior em 2008, a sexta geração do Fiesta chegou ao Brasil em 2011, importado do México. Em 2013, o hatch começou a ser produzido na fábrica de São Bernardo do Campo. As opções de motores incluem o Sigma 1.6 e o novo turbo 1.0 EcoBoost, ambos de 125 cv, com opção de transmissão manual e automatizada de dupla embreagem. Foi o compacto mais vendido do mundo em 2012 e 2013. O esportivo Fiesta ST, lançado na Europa em 2013 com motor 1.6 EcoBoost de 182 cv, foi seguido em 2016 pelo Fiesta ST200, com motor recalibrado para gerar 200 cv, o mais potente já produzido na linha.

Novo Panamera aprimorado pela Porsche Exclusive

popa4s20_57975c9235ecf

A Porsche Exclusive (divisão da Porsche) que foi criada em 1986 com o objetivo de oferecer mais exclusividade e luxo para os modelos da Porsche, apresentou a nova geração do Panamera com os itens Exclusive.

O Panamera 4S apresenta interior de couro marrom, em combinação com os painel em madeira.

popa4s00_57975c919f655

Sob o capo um 6 cilindros de 2.9 litros de 324 cv de potencia e pacote Sport Chrono que leva o modelo de 0 a 100 em apenas 4,2 segundos. Ja o Panamera turbo tem sob o capo um motor 4 cilindros de 405 cv.

Novo Onix e Prisma são apresentados

GM-Brazil-2017-Chevrolet-Prisma-007

A Chevrolet apresentou os novos Onix e Prisma reestilizados, mudanças visuais expressivas na dianteira e traseira, interior com maior valor agregado e a maior oferta de itens de segurança e conveniência também caracterizam os novos modelos.

Toda a parte frontal é nova. O capô está ligeiramente mais longo e inclinado e traz vincos esculpidos que reforçam a esportividade e o dinamismo do conjunto. Os faróis cresceram ao adotar formato mais delgado, enquanto filetes de LED criam uma assinatura luminosa marcante.

GM-Brazil-2017-Chevrolet-Prisma-010

A alteração de maior impacto, porém, está na grade, que ficou mais alongada e integrada, aumentando a percepção de horizontalidade do veículo. Apesar de agora delimitada pelos faróis, a peça continua bipartida, como é tradição em modelos Chevrolet.

As linhas do para-choque do Novo Onix são igualmente inéditas, com vincos acentuados que, além de deixar o carro com aspecto mais musculoso, trazem ganhos aerodinâmicos. O desenho da nova parte frontal foi desenvolvido em conjunto com a engenharia e levou em consideração também o menor impacto a pedestres em caso de acidente.

Na traseira, destacam-se as lanternas mais esportivas e o para-choque remodelado. A peça de proteção recebeu um aplique na parte inferior que envolve inclusive a área reservada para a placa do veículo. Na base esquerda da tampa do porta-malas fica o logotipo “ECO”, que identifica a tecnologia que foca eficiência energética.

Os carros receberam ainda um pacote significativo de evoluções mecânicas com foco na redução do consumo de combustível e conforto.

CHEVROLET ONIX 2017

Os modelos que popularizaram  os sistemas multimídia no país, agora dão  um outro salto em conectividade com o lançamento da linha 2017.

Além de um sistema multimídia que permite maior integração entre o veículo e o smartphone do usuário, o Onix/Prisma passam a vir equipados agora com o inovador sistema OnStar de série.

A tecnologia permite, por exemplo, comandar funções do veículo por meio de um aplicativo para celular, bloquear e localizar o automóvel em caso de roubo, receber orientações de navegação e socorro em caso de acidente.

Batizado de sistema ECO, esse conjunto inclui uma nova geração de motores (1.0 e 1.4) e de transmissões, manual e automática – ambas de seis marchas a partir de então.

Com isso, o veículo passa a ostentar nota máxima em eficiência energética pelo Inmetro e o selo verde do Conpet. Já a adoção da direção elétrica e a nova calibração da suspensão deixam o veículo mais estável e agradável de dirigir.

Um leque de cinco opções de cores valoriza as linhas expressivas do novo design do carro e harmoniza-se muito bem com as do habitáculo, elevando assim a percepção de jovialidade e requinte.

Além das tradicionais cores Branco Summit, Prata Switchblade e Cinza Graphite para a carroceria, foram incorporadas à linha 2017 o Vermelho Carmim e o Preto Ouro Negro, ambas metálicas.

CHEVROLET ONIX 2017

Para a linha 2017  foram criadas ainda rodas aro 15 com novo design, fundo escuro e superfície usinada, conferindo assim um efeito espelhado, algo pouco comum em carros desta categoria.

A lista de novidades é extensa também no habitáculo. Novo grafismo do quadro de instrumentos, sistema multimídia MyLink de segunda geração, painéis de portas mais ergonômicos, comandos do sistema de ventilação otimizados, bancos com espuma de nova densidade e com revestimentos inéditos, acabamento interno premium com detalhes do volante e console central em preto brilhante, tampa do porta-luvas com o logo Chevrolet, porta-óculos no console de teto, entre outros.

 

MyLink de segunda geração com Android Auto e Apple CarPlay

Mais um diferencial competitivo importante do Novo Onix/Prisma é o multimídia MyLink de segunda geração, que se destaca pelo fácil manuseio e pelas novas funcionalidades, como o Android Auto e o Apple CarPlay.

Para o motorista, isto significa maior integração entre as funções do smartphone e do carro, já que o sistema permite a operação de funções e aplicativos do telefone celular diretamente na tela da central multimídia.

Essa integração ocorre de forma mais simples e segura pois diversos recursos também podem ser acionados por comando de voz, o que ajuda o condutor a manter-se focado no trânsito e com as mãos no volante.

Com a nova tecnologia é possível, por exemplo, ditar e ouvir mensagens de texto por meio do sistema de áudio do veículo, obter itinerários com as condições atualizadas de trânsito, fazer buscas de pontos de interesse e até mesmo acessar aplicativos bastante populares, entre eles o WhatsApp, de troca de mensagens, e o Spotify e o TuneIn, de músicas online.

A Chevrolet lembra que a disponibilidade de algumas funcionalidades está atrelada ao sistema operacional do smartphone do usuário.

Outra característica da segunda geração do Mylink do Novo Onix é a tela de sete polegadas de alta resolução com tecnologia multitouch. Similar à de smartphones, ela permite reorganizar os ícones do menu inicial e acionar os comandos diretamente na tela, por exemplo.

Por conseguir identificar telefones com o sistema operacional iOS e Android, o multimídia projeta menus com as interfaces próprias de cada um deles para a rápida familiarização do usuário e também funciona por comandos de voz. Uma integração mais simples e segura.

Já as teclas de avançar e retroceder do multimídia foram deslocadas do visor para o painel externo do aparelho e o botão do volume passa a ser giratório, facilitando a operação. Várias funções do sistema de áudio e telefonia ainda podem ser comandadas por teclas no volante multifuncional.

Além disso a porta USB permite agora conectar por meio de um hub externo dois dispositivos USB e um iPod, por exemplo, enquanto até 20 celulares podem ser emparelhados com o sistema Bluetooth, sendo que somente um celular pode ser conectado de cada vez.

O aparelho informa data, hora e temperatura externa e permite ainda configurar vários parâmetros, como se o travamento das portas será automático ou qual período os faróis deverão permanecer acesos após o acionamento do alarme.

O MyLink já está presente em mais da metade das unidades vendidas pela Chevrolet no Brasil, o que demonstra o seu valor para os clientes da marca.

Para a linha 2017 do Onix/Prisma, novas configurações foram criadas com o intuito de reforçar ainda mais a percepção de requinte e alta tecnologia em relação ao modelo.

Por isso o Novo Onix vem desde a versão de entrada (LT 1.0 ECO) muito bem equipado de fábrica.

Conta com OnStar pacote Safe (Diagnóstico, App/Web e Segurança), ar-condicionado, travas elétricas, vidros dianteiros elétricos tipo um toque, painel com velocímetro digital, bússola e alerta de mudança de marcha, sistema de áudio com Bluetooth e entrada USB, chave tipo canivete com controle remoto das travas e vidros elétricos, faróis com máscara negra, banco do motorista e cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura, porta-revista no dorso do assento do carona, limpador e desembaçador traseiro, espelho nas sombreiras, sistemas antifurto, aviso sonoro para não afivelamento do cinto de segurança, câmbio de seis marchas, rodas aro 14 com novas calotas, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem) e airbag duplo.

A versão LT pode vir com acabamento interno em dois tons (preto e cinza), sistema multimídia MyLink de segunda geração, volante com comandos de áudio e telefone, luz de cortesia no porta-luvas, abertura do porta-malas por controle remoto, retrovisor interno com botões de acesso ao OnStar e o pacote Protect do OnStar (Diagnóstico, App/Web, Segurança e Emergência).

Quando equipado com o propulsor 1.4 ECO, o modelo LT soma coluna de direção com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro com auxílio gráfico, adesivo da coluna B e rodas aro 15 com novas calotas.

Transmissão automática de seis velocidades com função Active Select que permite trocas também no modo manual, controlador de velocidade de cruzeiro e volante com revestimento premium estão disponíveis a partir desta configuração.

A versão de luxo LTZ agrega detalhes internos e externos cromados, computador de bordo com cinco funções (consumo médio, velocidade média, autonomia, temperatura externa e cronômetro), vidros traseiros elétricos com a função um toque, bancos com revestimento premium e tecido de alto relevo, retrovisores externos com ajuste elétrico, farol com superfície interna cromada e LED, faróis de neblina, rodas de alumínio e OnStar com o pacote Exclusive (Diagnóstico, App/Web, Segurança, Emergência, Concierge e Navegação).

Evoluções mecânicas também trazem melhoras na dirigibilidade, como a direção elétrica progressiva inteligente. Ela compensa a inclinação da via em longos percursos e reduz as trepidações geradas pelo desbalanceamento das rodas.

Outra novidade está na recalibração da suspensão, que recebeu novos cubo de roda e barra estabilizadora e ficou 10 mm mais baixa. Com esse ajuste, o motorista irá sentir um salto de conforto no trânsito urbano e uma expressiva melhora no comportamento dinâmico em altas velocidades.

O Novo Onix/Prisma chegam às concessionárias da Chevrolet a partir do fim de julho. A garantia do produto é de três anos.

O Novo Onix LT 1.0 MT6 parte de  R$ 44.890 até R$ 59.700 na versão LTZ 1.4 AT6

O Novo Prisma LT 1.4 MT6 parte de  R$ 53.690 até R$ 64.690 na versão LTZ 1.4 AT6

OPINIÃO:

Os novos Onix/Prisma reestilizados agora apresentam a nova identidade visual da Chevrolet, e devem continuar liderando seus segmentos com bastante facilidade, hoje seu concorrente mais proximo é o Hyundai HB20 que foi reestilizado recentemente, e mesmo assim não conseguiu superar a geração antiga do Onix, o cenário poder mudar em 2018 pois até lá chegam os novos Gol e Palio, mas mesmo assim VW e Fiat terão muito trabalho para recuperar o terreno perdido. Ponto para a Chevrolet.

Segredo: Mercedes GLT

mercedes-benz-glt-class-sketch-1-1200x0

A Mercedes deve apresentar no Salão de Paris deste ano a GLT, sua primeira picape média que esta sendo desenvolvida em conjunto com a Renault-Nissan.

A GLT (nome mais provável) terá cerca de 5 metros de comprimento, capacidade de carga de 1 tonelada e tera como diferencial o acabamento premium e motores exclusivos, para se descolar das “irmãs”de plataforma Nissan Frontier e Renault Alaskan.

mercedespickup2

 

Segredo: Mitsubishi Lancer ganha facelift na China

2017_mitsubishi_lancer_china_01

Foram vazadas as fotos do facelift do Mitsubishi Lancer, o modelo segundo o site caradvice.com.au deve ser lançado  na China, e não existe previsão de ser vendido em outros mercados.

As alterações mais visíveis estão na frente, com  faróis, parachoque e grade novos, seguindo o padrão dos novos Mitsubishi, na traseira mudam parachoque e lanternas, e no interior as mudanças são mínimas.

2017_mitsubishi_lancer_china_02

O facelift do modelo ficou de gosto bastante duvidoso, o Lancer foi lançado em 2007, e a dois anos é produzido no Brasil, agora resta saber se no Brasil o modelo acompanhara as alterações do modelo Chines.

Comunicado de Recall: LAND ROVER

Screen Shot 2016-07-25 at 15.05.46

RELAÇÃO DE CHASSIS

Land Rover Discovery 4 – SALLAAAG5CA626785 a SALLAAAM6DA653082
Land Rover Range Rover Sport – SALLSAAG6CA752903 a SALLSAAF4DA787400 Land Rover Range Rover Vogue – SALGA2KE6DA000013 a SALGA2HF4DA124233

 

A Land Rover Brasil convoca os proprietários dos veículos Land Rover, modelos Discovery 4, anos/modelos 2012 a 2013; Range Rover Sport, anos/modelos 2012 a 2013 e Range Rover Vogue, anos/modelos 2013 a 2014; a comparecer a uma concessionária Land Rover para realizar gratuitamente a substituição do sensor de posição do virabrequim.

Componentes envolvidos: sensor de posição do virabrequim.
Defeito: possibilidade de rompimento de soldas internas do sensor de posição do virabrequim, podendo causar interrupção no sinal do sensor e provocar

erro de leitura eletrônica no módulo de gerenciamento do motor, ocasionando falha ou desligamento do motor sem aviso prévio.

Risco: caso o motor desligue sem aviso prévio, será necessário aplicar um esforço maior no pedal de freio para a frenagem do veículo, resultando em maior distância até a sua parada total. A direção do veículo permanecerá funcional, com necessidade de maior esforço para acionamento. Veículos equipados com sistema de suspensão pneumática poderão ter a suspensão rebaixada para a altura mínima. O desligamento do motor poderá aumentar o risco de acidentes, com possibilidade de danos físicos e/ou materiais aos ocupantes e terceiros. Até o momento, nenhum acidente foi registrado no Brasil.

Solução: os concessionários autorizados Land Rover irão realizar a substituição do sensor de posição do virabrequim. O tempo estimado para reparo é de até duas horas e trinta minutos.

Data de início do atendimento: 18 de julho de 2016.

Informações de Contato: para veri car se o seu veículo está envolvido na presente campanha, entre em contato com o Concessionário Autorizado Land Rover de sua preferência; com a Central de Relacionamento com o Cliente Land Rover, através do telefone 0800 012 2733, das 9h às 18h, de segunda
a sexta-feira; pelo e-mail cliente@landrover.com.br; ou ainda pelo site http://www.landrover.com.br.

Visando resguardar a segurança e a satisfação de seus consumidores, a Land Rover Brasil adota esta medida e destaca a importância do pronto atendimento a esta convocação.

Este anúncio também estará disponível no site http://www.landrover.com.br.