FIAT – 40 anos de Brasil – Parte 2 – UNO

FIAT UNO 1984 à 2013

O Uno foi lançado no Brasil em 1984,  apenas um ano e meio depois do início de sua produção na Itália, o novo modelo inaugurou no Brasil um conceito inédito de carro:”pequeno por fora e grande por dentro”. Trazia novos conceitos de design, interior mais claro e confortável, aerodinâmica e baixo consumo. Foi produzido também nas versões S (Super), o mais simples, CS (Confort Super), mais luxuoso e SX ( Sport Experimental), o modelo esportivo.

De início apenas com três portas, mantinha as linhas do modelo italiano, mas com uma importante diferença: o capô envolvia parte dos pára-lamas, o que permitia a acomodação do estepe no compartimento do motor como no 147, de maneira a ampliar o porta-malas e evitar o incômodo de ter de descarregá-lo.

Em 1987 foi lançada a versão esportiva 1.5R com uma pintura externa diferenciada, conferindo uma nova e marcante solução estilística. Apresenta também um novo acabamento interno com nova padronagem de tecido dos bancos e laterais, novas rodas esportivas em liga leve e amortecedores dianteiros e traseiros pressurizados, otimizando a
correlação entre conforto, estabilidade e segurança, em 1989 o modelo passa com contar com motor 1600 e o nome muda para 1.6R. Em 1994 é substituído pelo Uno Turbo i.e., sendo  o primeiro motor turbinado produzido em escala industrial no país, o Uno Turbo combina a mecânica do modelo italiano a layout exclusivo para o Brasil. O lançamento do Turbo destaca a versatilidade do Uno e evidencia a potência e flexibilidade desta nova versão.

Fiat Uno Mille (4)

Em 1990 é quando ocorre o lançamento da versão 1.0 denominada Mille, o governo tinha acabado de abaixar o IPI para modelos ate 1000 cm3, que ficaram conhecidos como populares,  a Fiat foi a primeira a apresentar um modelo 1000, que acabou se transformando em um sucesso absoluto de mercado, os concorrentes demoraram quase 2 anos para apresentar seus modelos 1000, e mesmo assim o Uno levava a vantagem de ser bem mais moderno tanto em estilo, quanto em motor.

Em 1991 o Uno ganha nova frente com faróis mais finos, apenas nos modelos acima dos 1.0, o Mille continua com a frente antiga até 1994 quando é lançada a versão de luxo ELX.

Aproveitando o sucesso do Mille, a Fiat não parou de investir em novidades para o modelos, em 1991 lançou a versão Brio que contava com carburador de corpo duplo, ja em 1992 apresentou a versão Electronic (com ignição eletrônica) e foi a primeira a apresenta um modelo popular com 4 portas, em 1994 lançou a  versão ELX nas versões 2 e 4 portas, que surge com acabamento mais sofisticado e luxuosopara carro popular. Com ele,
é introduzido o ar condicionado em seu segmento.

Em 2001 A Fiat lança o Mille Fire (substituindo o antigo FIASA).  Além dessas mudanças, o Mille Fire não perdeu a característica que fez do Uno um dos carros populares mais vendidos no país: o seu preço e a economia de combustível.

Kit-Way7Alta

Em 2004 recebe um polêmico facelift na dianteira e traseira, sendo alterados a tampa e as lanternas traseiras, além da dianteira, que não combinava com as linhas retilínias originais com seus novos faróis, lanternas e grade.

Em 2008, a Fiat lança a versão Economy, com as novidades: quinta marcha mais longa, pneus de baixo atrito e óleo menos viscoso, além de válvulas e bielas mais leves, molas de válvulas menos resistentes, novo coletor de escape e marcha-lenta reduzida de 850 para 750 rpm, além de geometria alterada na suspensão e econômetro no painel, contribuindo para redução de consumo de combustível.

grazie_mille_003Em 2013 devido a  obrigatoriedade do airbag duplo frontal e do sistema de freios antiblocantes (ABS) em 2014, a Fiat decide encerrar a carreira do Mille. Mesmo o modelo tendo recebido os acessórios nos modelos para exportação, a Fiat decide não mais investir em seu automóvel de entrada, e assim decide lançar uma versão de despedida, batizada de ‘Grazie Mille’. O modelo conta com todos os opcionais disponíveis, painel exclusivo com conta-giros no lugar do econômetro, e numeração dos modelos fabricados.

Até 2013 quando esta geração saiu de linha foram vendidos no Brasil 3.638.669 unidades.

VERSÕES

Versões: Uno S, Uno CS, Uno SX, Uno 1.5R, Uno 1.6R, Uno Turbo
Versões: Mille, Mille Brio, Mille Eletronic, Mille ELX, Mille EP, Mille Fire, Mille Fire Flex, Mille Way, Mille Way Economy, Mille Fire Economy.
Fiat Uno S (1984-1994)
Motores: 1.0 (gasolina) 1.3 (gasolina) 1.3 (etanol) 1.5 (gasolina) 1.5 (álcool) 1.5 i.e. (gasolina)
Fiat Uno CS (1984-1996)
Motores: 1.3 (gasolina) 1.3 (álcool) 1.5 (gasolina) 1.5 (etanol) 1.5 i.e. (gasolina) 1.5 i.e. (etanol)
Fiat Uno SX (1984-1986)
Motores: 1.3 (etanol)
Fiat Uno 1.5R (1987-1989)
Motores: 1.5 (gasolina) 1.5 (etanol)
Fiat Uno 1.6R (1989-1994)
Motores: 1.6 (gasolina) 1.6 (etanol) 1.6 MPI (gasolina) 1.6 MPI (etanol)
Fiat Uno Turbo (1994-1996)
Motores: 1.4 turbo (gasolina)
Fiat Uno Mille (1990-1993)
Motores: 1.0 (gasolina)
Fiat Uno Mille Brio (1991-1991)
Motores: 1.0 (gasolina)
Fiat Uno Mille Eletronic (1992-1995)
Motores: 1.0 (gasolina)
Fiat Uno Mille ELX (1994-1995)
Motores: 1.0 (gasolina)
Fiat Uno Mille EP (1995-1996)
Motores: 1.0 (gasolina)
Fiat Uno Mille Fire (2001-2005)
Motores: 1.0 (gasolina)
Fiat Uno Mille Flex (2005-2008)
Motores: 1.0 (gasolina/etanol)
Fiat Uno Mille Way (2006-2008)
Motores: 1.0 (gasolina/etanol)
Fiat Uno Mille Way Economy (2008-2013)
Motores: 1.0 (gasolina/etanol)
Fiat Uno Mille Fire Economy (2008 – 2013)
Motores: 1.0 (gasolina/etanol) 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s