Chevrolet mostrará o elétrico Bolt no Salão de SP.

2017-Chevrolet-BoltEV-012.jpg

 

A Chevrolet confirmou a presença do Bolt no Salão de SP, ele é capaz de percorrer com uma única carga das baterias (de íons de lítio) mais de 380 quilômetros, cerca de cinco vezes o que um motorista comum roda diariamente.

Isto porque o carro aproveita inclusive a própria energia dissipada em frenagens e também em desacelerações para recarregar de forma otimizada suas baterias. Com o veículo em movimento, basta tirar o pé do acelerador para ativar esta função.

O Bolt é tão simples de ser “abastecido” como um smartphone, e a operação pode ser feita enquanto o veículo está estacionado em uma garagem residencial, por exemplo, plugando o cabo de energia na tomada.

O sistema doméstico expresso de 240V permite que as baterias sejam recarregadas rapidamente – uma hora de energia elétrica corresponde a cerda de 40 quilômetros de autonomia.

2017-Chevrolet-BoltEV-016.jpg

Já em estações públicas de alta voltagem, trinta minutos correspondem a aproximadamente 150 quilômetros de autonomia.

O Bolt é produzido nos Estados Unidos, onde começa a ser comercializado ainda este ano por cerca de 30 mil dólares, já considerando incentivos tributários oferecidos naquele mercado. O preço é similar ao de um automóvel médio movido a gasolina.

O motor do Bolt supera os 200 cavalos e revela um comportamento arisco (tem desempenho de esportivo graças a característica de motores elétrico que oferecem torque máximo de saída). Arranques vigorosos e retomadas extremamente rápidas colocam esse crossover no mesmo patamar de desempenho de modelos de apelo esportivo.

O formato compacto do Bolt deve-se ao facto dele ter o conjunto de baterias instalado sob o piso, numa configuração plana. Isso abriu caminho aos projetistas criarem um habitáculo espaçoso para cinco pessoas.

Com proporções únicas, o elétrico da Chevrolet tem um entre-eixos de aproximadamente 2,6 metros, capô curto, grande área envidraçada e aparência de crossover.

A dianteira do Bolt tem característica marcante, com LED nos faróis e uma grade que reinterpreta a tradicional assinatura “dual-element” da Chevrolet. Na traseira, o vidro se estende até a placa, como se estivesse integrado às lanternas. Todo o conjunto é fixado na tampa porta-malas para ampliar o vão de acesso e facilitar o embarque de bagagens.

Por dento, destacam-se a posição elevada de guiar, como em SUVs, e há uma grande quantidade de itens de conveniência e segurança. Um exemplo é o sistema de navegação capaz de apontar estações de recarga próximas e de traçar rotas que maximizem a autonomia – o cálculo pode ser feito com base na topografia do trajeto, na condição climática e até nos hábitos do motorista.

Como em outros veículos da marca Chevrolet, o Bolt pode ser equipado com sistemas avançados de conectividade, entre eles OnStar, internet 4G via Wi-Fi e MyLink com telas de 10,2” compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

 

A Volkswagen apresentará 12 novidades no Salão do Automóvel de São Paulo

image.axd.png

A Volkswagen apresentará 12 novidades no Salão do Automóvel de São Paulo, entre os destaques estão:

  • Volkswagen Golf GTE Sport – Esse Golf com a mais alta tecnologia é feito em grande parte de fibra carbono e movimentado por um conjunto de três motores, combinados em um sistema de propulsão híbrido com potência de 400 cv (295 kW). O conceito traz sistema híbrido progressivo, em combinação com a tração integral, carroceira leve, ótimo desempenho aerodinâmico e chassi baseado no design do atual Golf GTE, novo cockpit de competição e um conceito de assentos não-usual (duas áreas internas tipo monocoque). No modo elétrico, o carro-conceito tem autonomia de até 50 quilômetros com emissão zero. O motor 1,6-litro TSI é semelhante ao do Polo R WRC que disputa o Campeonato Mundial de Rali. Ele entrega 299 cv e tem torque máximo de 40,8 kgfm (400 Nm). No Golf GTE Sport, ele é assistido por dois motores elétricos: o primeiro (à frente) desenvolve 115 cv (85 kW) e tem torque de 33,6 kgfm (330 Nm); o segundo fica na traseira e tem a mesma potência, porém com torque de 27,5 kgfm (270 Nm). O torque total do sistema de propulsão é de 68,31 kgfm (670 Nm). No modo esportivo “GTE”, todos os três motores trabalham juntos, possibilitando ao Golf GTE Sport acelerar de 0 a 100 km/h em 4,3 s e chegar a 280 km/h de velocidade máxima.
  • Gol Track – A versão de apelo aventureiro traz desenho exclusivo na dianteira, inédita no Novo Gol, e características que auxiliam na condução off road e ressaltam a sua robustez. A versão Track também oferece o que existe de mais inovador em sistemas de informação e entretenimento no mundo, com o Volkswagen App-Connect. Sua lista de itens de série conta com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos e faróis de neblina, entre outros. Disponível em carroceria de quatro portas, o Novo Gol Track é equipado com o motor 1.0l de 3 cilindros de até 82 cv. Em relação ao Novo Gol, a versão Track tem a dianteira totalmente diferenciada e exclusiva. O capô é mais alto, marcado por quatro linhas de estilo. Os retrovisores e as maçanetas do Novo Gol Track são pintados em preto fosco – nas laterais também estão os adesivos com a inscrição “Track”. As lanternas traseiras são escurecidas e há acabamento em preto na região da placa. As rodas de aço são de 15 polegadas. O interior do Novo Gol Track tem acabamento escurecido no teto, colunas, retrovisor e no para-sol.
  • up! Track – A Volkswagen apresenta no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo o up! Track, uma nova opção para o consumidor de espírito jovem que busca um modelo acessível, com visual aventureiro que realça sua robustez e com extensa lista de equipamentos de série. Edição especial, o up! Track está disponível em carroceria de quatro portas e tem como base o move up!, seguindo a trilha do Fox Track e do Gol Track. O up! Track é equipado com o consagrado motor 1.0l de 3 cilindros de até 82 cv com etanol. O motor está combinado ao câmbio manual de cinco marchas. O up! Track traz visual incrementado por detalhes como emblemas alusivos à versão nas laterais das portas traseiras; apliques sob os para-choques dianteiro e traseiro em chrome effect; seções centrais dos para-choques dianteiro e traseiro na cor preta; moldura nas caixas de rodas e nas laterais; capas de espelhos retrovisores em preto Ninja e maçanetas das portas em preto fosco. Os faróis têm máscara escurecida. As calotas de 14” têm desenho “Bristol”. O interior traz ambientação escura (teto, coluna, para-sóis e retrovisor), o que confere ao modelo aspecto mais esportivo.
  • CrossFox “Urban White” – Modelo que oferece mais recursos de tecnologia e segurança em sua categoria, o Volkswagen CrossFox passará a contar com a série especial “Urban White”, que traz visual externo com elementos diferenciados, cor inédita  e conteúdo exclusivo associado a ótima relação custo-benefício. A série especial CrossFox “Urban White” começa a chegar às concessionárias Volkswagen em novembro. O modelo foi desenvolvido com base na configuração do CrossFox mais desejada pelos consumidores no que se refere a cor externa, acabamentos e equipamentos. E mais: a série marca a estreia de itens como o sistema de monitoramento da pressão dos pneus – tecnologia exclusiva na categoria. O CrossFox “Urban White” é ofertado na cor “Branco Puro” (inédita na linha Fox). Essa tonalidade sólida está disponível atualmente na linha Golf e nos modelos importados da Volkswagen.
  • Golf TSI 125 cv – A Volkswagen dá um passo que novamente revolucionará o mercado nacional com a introdução do Golf equipado com o motor TSI Total Flex de 125 cv. Fabricado em São José dos Pinhais (PR), o modelo é o primeiro hatchback médio a oferecer o que há de mais moderno em tecnologia para motores. Disponível na versão Comfortline e com câmbio manual de 6 marchas, o Golf estará à venda nas mais de 600 concessionárias da marca a partir de novembro. O motor TSI Total Flex é produzido em São Carlos, no interior de São Paulo. Da família EA211, desenvolve potência de 125 cv e excelente torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm). O Golf Comfortline TSI alia todas as qualidades que tornaram o hatch a referência do segmento em termos de construção perfeita em todos os detalhes, tecnologia, segurança, equipamentos, dirigibilidade e desempenho ao motor que se tornou um marco na indústria nacional – o TSI Total Flex que o equipa é o primeiro motor com injeção direta, turbocompressor e flexível em combustível produzido no Brasil.
  • Golf Variant 1.4 Total Flex de 150 cv – A  station wagon mais moderna e inovadora do mercado chega à linha 2017 repleta de  novidades. O Golf Variant passa a contar com motor 1.4 TSI Total Flex de 150 cv em suas duas versões: Comfortline e Highline. O comando de voz, acionado pelo volante multifuncional, agora é item de série em todas as configurações. A oferta de rodas de liga leve também é nova. Tanto na versão Comfortline como na Highline o motor 1.4l TSI Total Flex é combinado exclusivamente à transmissão automática de 6 velocidades com função Tiptronic (que permite ao motorista efetuar as mudanças manualmente, por meio da alavanca de câmbio ou por aletas no volante). O Novo Golf Variant acelera de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e alcança 207 km/h de velocidade máxima (dados com etanol).
  • Tiguan 1.4 TSI – Com foco na relação custo-benefício, a novidade chega equipada com motor 1.4 TSI de 150 cv, tração 4×2 e câmbio automático DSG de seis velocidades, conjunto que alia excelente desempenho e baixo consumo de combustível. O modelo 2.0 com tração 4MOTION continua a ser oferecido aos clientes brasileiros. O Tiguan 1.4 traz itens exclusivos e conteúdo de série diferenciado. As barras de teto, molduras das janelas e faixas laterais, por exemplo, são pretas, destacando a robustez do modelo. O modelo 4×2  é 84 kg mais leve do que a versão 2.0 com tração 4MOTION. O torque máximo é de 25,5 mkgf já disponíveis a 1.500 rpm. Equipada com transmissão automática de seis marchas DSG (dupla embreagem), que permite trocas sem interrupção de torque nas rodas – oferecendo conforto com esportividade –, a novidade acelera de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e alcança 195 km/h de velocidade máxima – números que reforçam a posição do Tiguan como um dos modelos com melhor performance na categoria.

Nova Geração do Mercedes AMG Classe E 63 4MATIC+

16C715_02

A Mercedes AMG acaba de apresentar a nova geração do  E 63 4MATIC+ e do  E 63 S 4MATIC+, que segundo a Mercedes é mais inteligente sedan executivo do mundo.

Ele conta com os sistemas de condução semi autônoma, única na categoria já apresentado anteriormente no lançamento da geração do Classe E.

O  E 63 4MATIC+ conta com um motor 4 litros twin turbo V8 de 571 cv e 75 kgfm de torque, acelera de 0 a 100 em 3,5 segundos.

O E 63 S 4MATIC+ também conta com um motor 4 litros twin turbo V8 só que com 612 cv e 85 kgfm de torque, acelera de 0 a 100 em 3,4 segundos. Ambas as versões tem velocidade máxima limitada eletronicamente em 250 km/h.

O cambio é um AMG SPEEDSHIFT MCT (Multi Clutch Technology) de 9 velocidades e ambas as versões contam com o completamente novo sistema de tração integral chamado AMG Performance 4MATIC+.

E 63 S 4MATIC+ “Edition 1” – Edição Especial de Lançamento

O E 63 S 4MATIC+ “Edition 1” oferece detalhes exclusivos em relação  a versão “normal”, entre eles seta a exclusiva pintura Night black magno, faixas laterais que realçam o espirito esportivo do modelo, alem de novas rodas AMG de 20 polegadas e o pacote Night. Os bancos sao revestidos em  couro black nappa com detalhes em amarelo

O lançamento mundial será em 16 de Novembro no Salão de Los Angeles com a apresentação da “Edition 1”. As vendas começam em 16 de Janeiro de 2017 e as entregas à partir de Março de 2017.

16C949_023

DADOS TÉCNICOS:

Mercedes-AMG E 63 4MATIC+ Mercedes-AMG E 63 S 4MATIC+
Engine 4.0-litre V8 with twin turbochargers and direct injection 4.0-litre V8 with twin turbochargers and direct injection
Displacement 3982 cc 3982 cc
Output 420 kW (571 hp) at
5750 – 6500 rpm
450 kW (612 hp) at
5750 – 6500 rpm
Peak torque 750 Nm at 2250–5000 rpm 850 Nm at 2500–4500 rpm
Drive system AMG Performance 4MATIC+ permanent all-wheel drive with variable torque distribution AMG Performance 4MATIC+ permanent all-wheel drive with variable torque distribution and drift mode
Transmission AMG SPEEDSHIFT MCT 9-speed sports transmission AMG SPEEDSHIFT MCT 9-speed sports transmission
Fuel consumption

combined

 

9,2 – 8,9 l/100 km

 

9,2 -8,9 l/100 km

Combined CO2 emissions 209 – 203 g/km 209 – 203 g/km
Efficiency class D D
Weight (DIN/EC) 1.875*/1.950 kg ** 1.880*/1.955 kg **
Acceleration 0–100 km/h 3.5 s 3.4 s
Top speed 250 km/h*** 250 km/h***

CONFIRA GALERIA DE FOTOS:

 

Camaro 2017 chega ao Brasil por R$ 297.000

CHEVROLET CAMARO 2017

O Camaro 2017 está mais refinado, e custando R$ 297.000, e traz avançados recursos, como painel customizável, Heads-up Display, multimídia Mylink com Android Auto e Apple Car Play, alto-falantes Bose, carregador wireless para smartphone, volante com aquecimento, bancos dianteiros com ventilação, ajuste elétrico e memória, ar-condicionado dual zone, além de partida remota da ignição.

Outra novidade é o intensificador de som do motor para a cabine, que torna o ronco mais envolvente à medida que o giro do propulsor sobe. Uma experiência verdadeiramente única para entusiastas e fãs de superesportivos.

O cupê da Chevrolet adiciona ainda seletor de modo de condução (Drive Mode Selector), sistema de vetorização do torque, freios de alta performance Brembo com assistência de frenagem de urgência, alertas anti-distração, oito airbags, pneus mais largos, teto solar, faróis de xenônio e lanternas com LEDs.
“O novo Camaro foi completamente redesenhado e projetado para encantar tanto os fãs deste icônico modelo da Chevrolet quanto os consumidores que buscam um superesportivo altamente tecnológico e prazeroso de guiar”, explica Carlos Zarlenga, presidente da GM do Brasil.

Do modelo anterior, o Camaro 2017 manteve somente duas peças: a gravata dourada da Chevrolet e o emblema SS que identifica a versão luxuosa da gama.

Uma das atrações do Salão do Automóvel de São Paulo, a nova geração do Camaro chega às concessionárias a partir de novembro. As 100 primeiras unidades serão da série limitada Fifty, comemorativa aos 50 anos do lendário cupê norte-americano e que traz acabamentos exclusivos.

A configuração SS conversível também estará disponível no mercado brasileiro. A previsão é que ela estreie nas lojas no fim do primeiro trimestre do ano que vem.

Série Fifty marca a estreia do novo Camaro

Ofertada apenas na carroceria cupê no Brasil, a série especial comemorativa ao cinquentenário do Camaro traz inúmeros itens específicos:

Exterior

  • Pintura Cinza Graphite
  • Faixas decorativas no capô e na tampa traseira
  • Grade versão “50th” com detalhes cromados
  • Defletor dianteiro na cor do veículo
  • Emblemas decorativos “Fifty” nas laterais do veículo
  • Roda de alumínio aro 20″ com design especial e calota personalizada “50th”
  • Pinça de freio laranja

Interior

  • Acabamento em dois tons: preto e cinza escuro
  • Bancos e detalhes com costura laranja e emblema “Fifty”
  • Painel dianteiro com acabamento customizado
  • Soleiras iluminadas com emblema comemorativo “50th”

 

DIMENSÕES

6a Geração 5a Geração
Comprimento (mm): 4.784 4.836
Largura (mm): 1.894 1.917
Altura (mm): 1.340 1.371
Entre-eixos (mm): 2.812 2.852

Mercedes Classe X – A inédita picape da Mercedes.

mercedes-benz-x-class-1

A Mercedes apresentou hoje o conceito da sua nova picape a Classe X.

A Classe X terá uma versão com o motor 3.0 V6 turbodiesel de 258 cv e 63,2 kgfm de torque, o mesmo oferecido nos sedãs da marca na Europa e no SUV GLE, com tração integral 4Matic e câmbio automático de sete marchas. Por enquanto, não há planos para uma Classe X preparada pela AMG.

A Mercedes-Benz Classe X estreia primeiro na Europa. Deve ser revelada no Salão de Frankfurt (Alemanha), no segundo semestre do ano que vem, para chegar às lojas na mesma época.

No Brasil só em 2018, ano em que começa a produção da picape na fábrica da Renault-Nissan em Córdoba (Argentina).

 

Range Rover Evoque terá apenas 45 unidades disponíveis no Brasil

rrevqconvertibledrivingsnow09111506-630x420

A Land Rover terá mais um convidado especial no Salão de São Paulo. A marca decidiu levar o Range Rove Evoque conversível para o evento. O carro é o primeiro utilitário esportivo conversível do mercado.

Além de expor o veículo, a marca vai realizar a pré-venda já a partir do evento, o modelo deve partir de R$ 292.500 e serão oferecidas  apenas 45 unidades do crossover, todas baseadas na versão de topo HSE Dynamic, com motor 2.0 turbo a gasolina de 240cv e 35,7kgfm de torque.

 

FIAT TORO ASSUME SEGUNDA POSIÇÃO EM VENDAS NA CATEGORIA DOS COMERCIAIS LEVES.

 

imagem-2

O Fiat Toro alcançou, na semana passada, a segunda colocação do ranking de comerciais leves mais vendidos do país, com mais de 30 mil unidades emplacadas no ano. Lançado em fevereiro, o modelo ultrapassou tradicionais concorrentes apenas alguns meses após chegar às concessionárias e está atrás de outro modelo da Fiat, a Strada, líder absoluta do segmento há 15 anos.

Totalmente desenvolvido e fabricado no Brasil, além de alcançar excelentes resultados de vendas e satisfação dos clientes, o Fiat Toro vem se destacando também por seu design inovador. O modelo já conquistou dois prêmios: o Prêmio Objeto Brasil, um dos mais importantes do país, e o Red Dot Award, troféu internacional, considerado o “Oscar” do design.

JEEP COMPASS ESTREIA MOTOR 2.0 TIGERSHARK FLEX NO BRASIL

O Jeep Compass é lançado com o 2.0 Tigershark Flex,  configuração que estreia no Brasil e, que entrega excelente combinação de desempenho, suavidade de funcionamento e baixo consumo. Com até 166 cv de potência e 20,5 kgfm de torque, o novo propulsor traciona as rodas dianteiras por meio da eficiente transmissão automática Aisin de 6 marchas.

A gama do Jeep Compass com motor 2.0 Tigershark é composta pelas versões Sport, Longitude e Limited, com os respectivos valores sugeridos de R$ 99.990, R$ 106.990 e R$ 124.990. Há ainda a edição de lançamento Opening Edition, limitada a 500 unidades, que acrescenta importantes itens por R$ 109.490.

Novo motor 2.0 Tigershark Flex

Inédito no Brasil, o Tigershark 2.0 16V Flex tem duplo comando de válvulas no cabeçote e duplo variador de fase, proporcionando elevados níveis de desempenho, refinamento e eficiência energética para o Jeep Compass. Com uma série de novos componentes concebidos para reduzir o atrito, o novo motor oferece excelente rendimento e operação silenciosa.

Projeto 551 JEEP

Produzido no México com bloco e cabeçote de alumínio, o Tigershark 2.0 é um propulsor de uso global que desenvolve 166 cv de potência a 6.200 rpm e 20,5 kgfm de torque a 4.000 rpm com etanol (159 cv e 19,9 kgfm com gasolina) e está conectado a uma caixa automática de 6 marchas com comandos sequenciais pela alavanca e aletas atrás do volante – a partir da versão Longitude. Com ampla faixa de torque distribuído desde baixas rotações, o Tigershark oferece 86% de sua força total já a partir dos 2.000 giros, dando mais agilidade ao modelo e prazer ao dirigir.

Para poder rodar com 100% de etanol, o motor recebeu 20 importantes mudanças, entre novos componentes e materiais. A taxa de compressão, que era de 10,2:1, foi aumentada para 11,8:1, aproveitando ao máximo as características do derivado da cana de açúcar e melhorando a performance com gasolina. Outra característica que explica o ótimo desempenho do Tigershark é o duplo variador de fase independente, com 60° de curso de atuação. Para se ter uma ideia, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,6 segundos com etanol.

O duplo variador de fase também atua positivamente no consumo de combustível, pois reduz as perdas de bombeamento em cargas parciais de aceleração. Isso ocorre devido a três fatores:

  • expansão total proporcionada pela abertura atrasada das válvulas de escape (comportamento do ciclo Atkinson);
  • recirculação interna dos gases do motor (EGR) pelo fechamento atrasado das válvulas de escape;
  • fechamento atrasado das válvulas de aspiração (característica do ciclo Miller).

Com isso, o consumo com gasolina chega a 8,1 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada.

Os baixos níveis de ruído, vibração e aspereza (NVH) se traduzem em suavidade de funcionamento e são assegurados, entre outros motivos, por eixos balanceadores conduzidos por um tensor de correia otimizado. Guias de corrente de nylon de baixo atrito e um braço tensor também ajudam a reduzir o NVH, além de contribuírem com a economia de combustível. O sistema de acionamento dos comandos de válvulas, chamado de Silent Chain, tem uma corrente com dentes invertidos que minimizam o ruído, encaixando-se nos dentes das engrenagens.

O Tigershark 2.0 Flex permite partidas a frio com 100% de etanol no tanque, por meio do sistema HCSS, que aquece o combustível com resistências elétricas. Eliminando, desse modo, o tanque auxiliar de gasolina. O fato de o bloco ser de alumínio impacta positivamente na economia de combustível, pois esse material tem menor inércia térmica. Ou seja: ele leva menos tempo para se aquecer e chegar à temperatura ideal de operação, mesmo nos dias mais frios do ano.

O propulsor foi desenvolvido para ter alta durabilidade, chegando a pelo menos 240.000 km, seguindo as exigências do mercado norte-americano, e é capaz de atender às normas de emissão do Proconve fase 6 e da Euro 6.

 

TECNOLOGIA

O Jeep Compass dispõe de um conjunto de recursos de segurança jamais visto em um veículo nacional, incluindo itens avançados como controle de velocidade adaptativo (ACC), aviso e prevenção de colisão frontal (FCWp), alerta de mudança de faixa (LDW), farol alto automático (AHB), estacionamento semiautônomo (Park Assist), detector de pontos cegos (BSD) e sete air bags, sendo um de joelhos — estes dois últimos itens são padrão nas versões Limited e Trailhawk.

Entre os principais equipamentos de série de todo Compass há assistente de partida em rampa (HSA), câmera de ré, monitoramento de pressão dos pneus e o controle de estabilidade (ESC) que engloba os sistemas eletrônicos anticapotamento (ERM), de oscilação de reboque (TSC) e os recursos ligados à frenagem, como o EBP, que aproxima as pastilhas dos discos se o motorista tirar o pé do acelerador rápido demais, melhorando o tempo de resposta dos freios, e o assistente de frenagem em pânico (PBA), que aplica automaticamente a força máxima do freio em caso de emergência se o motorista não fizer isso por meio do pedal.

Projeto 551 JEEP

A segurança também aparece de outras formas no novo Compass. A iluminação, por exemplo, recebeu enorme atenção desde a versão inicial, com assinaturas em LED na frente e atrás, que também aumentam a visualização do veículo. Em todas as configurações há luzes diurnas (DRL), faróis de neblina com função cornering (se acendem sozinhos do lado em que se vira o volante em manobras ou em baixa velocidade) e luz traseira de neblina. E nas versões Limited e Trailhawk, os faróis de xenônio são de série.

imagem-13.jpg

 

PREÇOS

Jeep Compass Sport 2.0 Flex 2017: R$ 99.990


Jeep Compass Longitude 2.0 Flex 2017: R$ 106.990


Jeep Compass Limited 2.0 Flex 2017: R$ 124.990

Mercedes apresentará dia 25 a sua inédita picape média

mercedes-benz-glt-class-sketch-1

A aguardada picape média Mercedes (GLT ou Classe X) será revelada na próxima semana e em novembro estara presente no Salão do Automóvel de São Paulo.

A nova picape irá compartilhar a arquitetura com a Nissan Frontier, mas com design desenvolvido totalmente pela Daimler.

A picape será fabricada na fábrica da Renault em Córdoba na Argentina, e na fabrica da Nissan em Barcelona na Espanha.

Mercedes lança novo Classe E no Brasil

img_5073-copy

A décima geração do Mercedes Classe E já está no Brasil e chega em três configurações da versão 250: Avantgarde (R$ 309.900), Exclusive (R$ 319.900) e Exclusive Launch Edition (R$ 325.900). Essa última terá apenas 60 unidades disponíveis para o Brasil.

Assim como os equipamentos de segurança e de direção semi-autônoma, a parte mecânica é a mesma. Ele traz um novo motor 4 cilindros 2.0 turbo com injeção direta de gasolina. A potência é de 211 cv e o torque (35,7 kgfm) está disponível de 1.200 a 4.000 rpm. O câmbio agora é o automático 9G-Tronic, de nove velocidades, com trocas seqüenciais nas borboletas. Com essa configuração e a redução de 65 kg na carroceria, graças ao maior uso de alumínio, o novo Classe E 250 acelera de 0-100 km/h em 6,9 segundos e atinge 250 km/h.

Tecnologia inteligente nos sistemas de assistência

O novo Classe E chega ao Brasil com o que há de mais moderno em termos de sistemas de assistência e segurança. Seguindo o conceito Intelligent Drive, cada equipamento foi configurado para elevar o modelo ao patamar da direção semiautônoma como, por exemplo, no DRIVE PILOT e no Controle de Distância Ativo DISTRONIC.

O Active Brake Assist (assistênte ativo de frenagem), disponibilizado de série, pode alertar o motorista em situações de colisão iminente, dando o apoio durante as frenagens de emergência e, se necessário, também automaticamente fazer de maneira autônoma. Além de veículos lentos, reduzindo a velocidade ou estacionados, o sistema também pode detectar pedestres atravessando a zona de risco à frente do veículo.

Os destaques do pacote Driving Assistance, que torna o Classe E o sedã mais inteligente de sua classe incluem:

  • DRIVE PILOT: Este sistema representa o próximo passo da Mercedes-Benz no caminho da condução autônoma. Em autoestradas e estradas menores, o Controle de Distância Ativo DISTRONIC não apenas é capaz de manter o veículo à distância correta dos automóveis à frente como, pela primeira vez, segui-los a uma velocidade de até 210 km/h. Isto pode facilitar a vida do motorista, que não precisa mais operar os pedais do freio ou do acelerador durante a condução normal e também recebe uma ampla assistência ao volante do sistema Controle de Direção Ativo – mesmo em curvas de raio médio. Outro item único, o Assistente Ativo de Manutenção de Faixa, reconhece quando o veículo está involuntariamente saindo da faixa a velocidades entre 60 e 200 km/h e alerta o condutor por meio de vibrações no volante. Se o condutor não reagir ao aviso, o sistema pode acionar os freios de um lado para ajudar a trazer o veículo de volta à pista.

Além disso, a lista de novos equipamentos do Classe E inclui os faróis MULTIBEAM LED de alta resolução, cada um com 84 LEDs de alta performance controlados individualmente, que iluminam o caminho automaticamente com uma distribuição de luz que não ofusca outros usuários da via. Isso acontece porque essa configuração permite que a distribuição da luminosidade seja controlada separadamente em cada um dos faróis e adaptada dinâmica e rapidamente às situações do tráfego.

Todas as funções do Intelligent Light System nos modos de farol alto ou baixo podem assim, pela primeira vez, ser executadas de forma puramente digital e sem atuadores mecânicos, incluindo, em estreia mundial, uma função de iluminação ativa puramente eletrônica.

Outros sistemas presentes de série no modelo são o Crosswind Assist (assistente de ventos transversais), que pode ajudar o motorista reduzindo substancialmente os efeitos de ventos cruzados fortes, evitando que o veículo de desvie muito da pista, e o ATTENTION ASSIST com sensibilidade ajustável, que pode alertar o motorista em caso de distração ou sonolência.

Carroceria robusta, mas leve

Uma carroceria excepcionalmente rígida cria a base para a excelente dirigibilidade proporcionada pelo veículo, níveis de ruído e vibração muito baixos e um alto nível de segurança em colisões. Para chegar a isso, os engenheiros optaram por criar uma estrutura de carroceria com uma proporção ainda mais alta de componentes de alumínio e aço de ultra-alta resistência do que na versão anterior. Os para-lamas dianteiros, capô e grande parte das seções dianteira e traseira são feitos de chapa de alumínio ou alumínio fundido. Esta carroceria de baixo peso – mesmo com quase cinco metros de comprimento o E 250 pesa apenas 1.615 quilos (65 kg a menos do que a versão anterior) – diminui o consumo de combustível e contribui para uma dirigibilidade ágil e esportiva.

Contra o vento

O desempenho aerodinâmico é uma das principais razões da eficiência do novo Classe E. Nesse ponto, o modelo elevou os parâmetros de seu segmento com um coeficiente de arrasto (Cd) recorde de 0,23. Para isso, os especialistas em aerodinâmica tiveram que otimizar numerosos detalhes e implementar novas ideias. Além disso, a sofisticada aerodinâmica minimiza o ruído do vento e garante que o novo Classe E seja mais silencioso do que até mesmo alguns modelos premium de categoria superior.

Suspensão – conforto esportivo

A suspensão do novo Classe E proporciona um ágil prazer de condução em estradas sinuosas, assim como o mais alto nível de conforto de rodagem em seu segmento. O sedã vem de série com suspensão AGILITY CONTROL, com sistema de amortecimento seletivo, que se ajusta automaticamente às condições do piso. A confortável suspensão da versão Avantgarde com personalidade esportiva é rebaixada em 15 milímetros.

Interior inteligente

O sistema de infotainment COMAND Online no novo Classe E não deixa nada a desejar em termos de informação, navegação e comunicação. Todas as informações são exibidas em uma tela de mídia de alta resolução de 31,2 cm (12,3 polegadas) e uma resolução de 1920 x 720 pixels.

Além disso, teclas de controle sensíveis ao toque (“Touch Controls”) no volante aparecem pela primeira vez em um automóvel. Como uma interface de telefone celular, eles respondem com precisão a movimentos de varredura horizontais e verticais, permitindo ao motorista controlar todo o sistema de informação e entretenimento sem ter que tirar as mãos do volante. Seguindo fielmente o mote “mãos na direção, olhos na estrada”, isto permite reduzir ao mínimo a distração do motorista.

Outros controles para o sistema de informação e entretenimento são disponibilizados na forma de um touchpad com controlador no console central que pode até mesmo reconhecer grafia manuscrita. Também há teclas de acesso direto para funções de controle como o sistema de ar-condicionado ou – em mais uma estreia – para prática ativação ou desativação de alguns sistemas de assistência ao motorista.

Um novo e inteligente design gráfico, com vistas e animações em alta resolução, juntamente com uma lógica simplificada, eleva ainda mais esta experiência de operação totalmente nova. Ao mesmo tempo, os ocupantes desfrutam de um interior com arquitetura espaçosa, que combina elegância com clara esportividade.

Audição tridimensional

Equipamento de série, o sistema Frontbass do novo Classe E proporciona uma experiência sonora única. Ele utiliza o espaço entre a travessa e os elementos laterais da estrutura da carroceria como câmara da ressonância para os woofers.

Iluminação interna com 64 cores e bancos ainda mais confortáveis

A iluminação do interior utiliza exclusivamente a eficiente tecnologia LED. O mesmo se aplica à iluminação ambiente aprimorada incluída nas versões do modelo. Com 64 cores, ela oferece uma vasta gama de possibilidades de personalização. Ela adiciona toques de luz, por exemplo, aos frisos, display central, compartimento porta-objetos no console central, recessos das maçanetas, bolsos nas portas, áreas dos pés dianteiras e traseiras, console de teto.

Outro destaque do novo Classe E são os bancos. Suas formas ergonômicas e esculturais combinam a tradição da Mercedes-Benz de adequação a longas viagens com um visual refinado e esportivo, apresentando um design exclusivo para cada linha. O banco traseiro do novo sedã Classe E tem encosto rebatível, tornando o veículo excepcionalmente versátil. Os itens integrados ao apoio de braços central incluem uma caixa porta-objetos e dois suportes para bebidas.

Versões:

E250 Avantgarde – R$ 309.900
Itens de série:
 volante multifuncional em couro, faróis com 84 LEDs controlados individualmente, rodas de liga leve de 18 polegadas, bancos revestidos em couro com ajuste eletrônico e de lombar na dianteira, acabamento interno com detalhes em alumínio, câmera traseira, funções semiautônomas Drive Pilot, sistema Pre-Safe para minimizar danos em colisões, teto-solar, tela multimídia de 12,3 polegadas com “touchpad” no console central, ar-condicionado digital de 3 zonas, acesso e partida sem chave, airbags dianteiros, laterais, de cabeça e de joelho para o condutor, conectividade com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, controle eletrônico de estabilidade e de tração em cada roda, 64 opções de cores na iluminação interna e assistente automático de estacionamento.

E250 Exclusive – R$ 319.900
Itens de série: 
todos os da Avantgarde, mas com detalhes em madeira no acabamento interno e revestimento dos bancos em couro do tipo “nappa”.

E250 Exclusive Launch Edition – R$ 325.900
Itens de série:
 todos da Exclusive mais rodas de 19 polegadas.

Informações técnicas

Mercedes-Benz Classe E 250
Cilindrada 1.991 cm³
Cilindros 4 em linha
Potência 211 cv a 5.500 rpm
Torque máximo 350 Nm entre 1.200 – 4.000 rpm
Aceleração 0-100 km/h (s)  6,9 s
Velocidade máxima 250 km/h*
Peso (kg) 1.615
Pneus 245/45 R18 (Avantgarde)

245/45 R18 (F) / 245/40 R18 (R) (Exclusive)

245/40 R19 | 275/35 R19 (Exclusive Launch Edition)

Capacidade do porta-malas (L) 540
Tanque de combustível (L) 50/7
Dimensões (mm)

Comprimento

Largura

Altura

4.923

1.852

1.474

* Limitada eletronicamente.