Porsche desiste do projeto do 911 híbrido

Screen Shot 2017-05-15 at 12.53.20.png

O 911 híbrido, que seria Plug-in, não passará de um sonho, a  razão deve-se inteiramente ao grande número de dilemas que esta versão iria provocar.

August Achleitner, responsável pelos 718 e 911, explicou a revista  “Car & Driver” que o maior problema seria a dimensão das baterias já que tal iria exigir a remoção dos bancos traseiros.

O maior peso seria igualmente um problema. Se um 911 pesa atualmente 1575 kg, com um motor elétrico e as baterias facilmente o seu peso subiria para 1800 kg, peso demais para um esportivo.

Além disso, a introdução de um segundo motor, neste caso elétrico, e das baterias obrigaria ao aumento do preço, além de comprometer as caraterísticas dinâmicas do ícone da Porsche. Ou seja: um 911 híbrido teria mais desvantagens que vantagens.

Entretanto, a Porsche continua a trabalhar para o lançamento da versão de produção do Mission E, o primeiro modelo 100% elétrico da marca alemã, que promete uma autonomia superior a 500 km e o carregamento de 80% das baterias em apenas 15 minutos.

porsche-mission-e-concept-001-1.jpg
Porsche Mission E, o primeiro modelo 100%  elétrico da marca alemã,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s